Terra Prometida

Ministração: Ap. Levi Oliveira

Paraxá: organização em porções do estudo da palavra pelos judeus que obedecem a uma ordem textual e terminam com entendimento e raciocínio de forma lógica. Deus levanta Moisés com braço forte para libertar o povo do cativeiro, (mais de três milhões de pessoas). No deserto Deus se revela ao povo através de milagres constantes, e se mostra presente em todo tempo.Moisés decide buscar a Deus e fica no Monte por quarenta dias e quarenta noites completamente em jejum, o povo sentindo-se perdido (sem noção da vida com Deus), achou que Moisés havia morrido e chama por Arão, pedindo para voltarem ao lugar de onde tinham saído, onde eram cativos. Eles se unem e constroem um bezerro de ouro (segundo a crença egípcia era o Deus que dava direção). Deus decide então, matar aquele povo mas, faz um acordo com Moisés que pergunta o que dirão Senhor a teu respeito?  Deus, então perdoa o povo que segue pelo deserto. A tribo de Levi (nós), não se corrompeu com o bezerro de ouro, mas os protagonistas pagaram com a própria vida e Deus mais uma vez perdoa os outros que seguem rumo a Canaã. O povo deseja então, expiar (explorar a área) a terra prometida pois a promessa era de uma terra que emanava leite (terra farta de oliveiras) e mel (mel de tâmaras). Deus permite a expiação e pede que de cada tribo seja mandado um príncipe, um cabeça, um líder para trazer notícias. Dos doze homens enviados, dois se destacam Caleb da tribo de Judá e Oséas que teve seu nome mudado por Moisés, passando a chamar-se Josué (salvação) da tribo de Efraim. Quando Moisés os enviou para observarem Canaã, disse: Vejam como é a terra e se o povo que vive lá é forte ou fraco, se são muitos ou poucos;se a terra em que habitam é boa ou ruim; se as cidades em que vivem são cidades sem muros ou fortificadas;se o solo é fértil ou pobre; se existe ali floresta ou não. Sejam corajosos! Tragam alguns frutos da terra. Era a época do início da colheita das uvas. Quando chegaram ao vale de Escol, cortaram um ramo do qual pendia um único cacho de uvas. Dois deles carregaram o cacho, pendurado numa vara. Colheram também romãs e figos.(motivo de celebração). Eles então retornaram a comunidade de Israel onde prestaram relatório e lhes mostraram os frutos da terra.E deram o seguinte relatório a Moisés: Entramos na terra à qual você nos enviou, onde há leite e mel com fartura! Aqui estão alguns frutos dela. Mas o povo que lá vive é poderoso, e as cidades são fortificadas e muito grandes. Também vimos descendentes de Enaque. Consideraram o propósito de deus impossível, uma anulação da promessa, dizendo que não tinham chances. O povo, então entra em rebeldia, em desespero, em revolta, achando um absurdo terem saído do Egito para morrer no deserto. Caleb então percebe que o coração do povo estava se contaminando com a murmuração e se injetando de incredulidade.Então fez o povo calar-se perante Moisés e disse: Subamos e tomemos posse da terra. É certo que venceremos! Mas os homens que tinham ido com ele disseram: Não podemos atacar aquele povo; é mais forte do que nós. Disseram: A terra para a qual fomos em missão de reconhecimento devora os que nela vivem. Todos os que vimos são de grande estatura.

Vimos também os gigantes, os descendentes de Enaque. Aqui cometemos três pecados:

1- Anulamos e invalidamos a promessa de Deus sobre nossas vidas

2- Não reconhecemos a grandeza de Deus e sim a do inimigo, esquecendo tudo o que Deus havia feito há pouco tempo contra os egípcios.

3- Difamamos a terra, não valorizamos a promessa, nunca devemos menosprezar aquilo que Deus nos prometeu, pois Ele é fiel para cumprir.Todos os israelitas queixaram-se contra Moisés e contra Arão, e toda a comunidade lhes disse: Quem dera tivéssemos morrido no Egito! Ou neste deserto!

Escolheremos um chefe e voltaremos para o Egito!Então Moisés e Arão prostraram-se com o rosto em terra, diante de toda a assembleia dos israelitas.Josué e Caleb, dentre os que haviam observado a terra, rasgaram as suas vestes e disseram a toda a comunidade dos israelitas: A terra que percorremos em missão de reconhecimento é excelente. Se o Senhor se agradar de nós, ele nos fará entrar nessa terra, onde há leite e mel com fartura, e a dará a nós.Somente não sejam rebeldes contra o Senhor. e não tenham medo do povo da terra, porque nós os devoraremos como se fossem pão. A proteção deles se foi, mas o Senhor está conosco. Não tenham medo deles!Mas a comunidade toda falou em apedrejá-los. Então a glória do Senhor apareceu a todos os israelitas na Tenda do Encontroe o Senhor disse a Moisés: Até quando este povo me tratará com pouco caso? Até quando se recusará a crer em mim, apesar de todos os sinais que realizei entre eles?Eu os ferirei com praga e os destruirei, mas farei de você uma nação maior e mais forte do que eles.Moisés disse ao Senhor: Então os egípcios ouvirão que pelo teu poder fizeste este povo sair dentre eles,e falarão disso aos habitantes desta terra. Eles ouviram que tu, ó Senhor, estás com este povo e que te veem face a face, Senhor, e que a tua nuvem paira sobre eles, e que vais adiante deles numa coluna de nuvem de dia e numa coluna de fogo de noite.Se exterminares este povo, as nações que ouvirem falar do que fizeste dirão:O Senhor não conseguiu levar esse povo à terra que lhes prometeu em juramento; por isso os matou no deserto.Mas agora, que a força do Senhor se manifeste, segundo prometeste’O Senhor é muito paciente e grande em fidelidade e perdoa a iniquidade e a rebelião, se bem que não deixa o pecado sem punição e castiga os filhos pela iniquidade dos pais até a terceira e quarta gerações.Segundo a tua grande fidelidade, perdoa a iniquidade deste povo, como a este povo tens perdoado desde que saíram do Egito até agora.O Senhor respondeu: Eu o perdoei, conforme você pediu.No entanto, juro pela glória do Senhor, que enche toda a terra,que nenhum dos que viram a minha glória e os sinais milagrosos que realizei no Egito e no deserto e me puseram à prova e me desobedeceram nenhum deles chegará a ver a terra que prometi com juramento aos seus antepassados. Ninguém que me tratou com desprezo a verá.Mas, como o meu servo Caleb tem outro espírito e me segue com integridade, eu o farei entrar na terra que foi observar, e seus descendentes a herdarão. Toda aquela geração mais velha que saiu do Egito pereceu pois lhes faltou fé. Nós estamos envolvidos na palavra de Deus, representamos o céu e a luz na terra. Não se aventure a explorar os desejos que estão dentro do teu coração, não segue os impulsos das tuas emoções pois, nosso coração é péssimo conselheiro.Tudo passa mas os princípios de Deus permanecem e dão sustento à vida.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.